Últimas Notícias

05
abr

Alunos do Colegião visitam as instalações da UNIFIPA

        Os alunos cursinho pré-vestibular para Medicina do Colégio Nossa Senhora do Calvário (Colegião) visitaram no dia 1º de abril as instalações do Câmpus Sede do Centro Universitário Padre Albino/UNIFIPA. Acompanhados pelos professores doutores Manzélio Cavazzana Jr. e Daniel Henrique Gonçalves, a visita foi parte do Projeto Meu Dia de Biomédico, cujo objetivo é apresentar o curso de Biomedicina.               Durante a visita, os alunos passaram pelos laboratórios didáticos, sala de aula e Biotério e em seguida assistiram a aula prática sobre doenças tropicais, como Malária, Doença de Chagas e Leishmaniose. “A atividade é oferecida às escolas com turmas de cursinho e Ensino Médio visando principalmente àqueles que ainda não se decidiram pela futura profissão ou onde cursar”, explicaram os professores Manzélio e Daniel. Também participaram da visita alunos do 1º ano do Ensino Médio, que conheceram o Biotério e os laboratórios de Patologia e Anatomia.             As escolas interessadas na visita devem fazer contato pelos fones 3311-3364 (Silene) ou 3311-3340 (Profª Ana Paula).    
05
abr

UNIFIPA prorroga inscrições para os cursos de nivelamento acadêmico em EaD

          A Pró-Reitoria de Educação a Distância (EaD) do Centro Universitário Padre Albino (UNIFIPA) prorrogou as inscrições para os cursos de nivelamento acadêmico em EaD. As inscrições seguem até o dia 25 de abril e poderão ser feitas na Secretaria Geral, do Câmpus Sede, na Rua dos Estudantes, 225, e na Secretaria do Câmpus São Francisco, na Rua Seminário, 281.               A UNIFIPA oferece três cursos na modalidade semipresencial: Língua Portuguesa, Matemática e Tecnologia da Informação e Comunicação. Os cursos contarão com encontros presenciais e atividades no Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA/EaD - UNIFIPA , com carga horária de 30 horas, direcionada a todos os alunos da UNIFIPA.               O curso de Língua Portuguesa será ministrado pela Profa Ma Eunice Alonso; o de Matemática pelo Prof. Me. Nilson Mozas Olivares e o de Tecnologia da Informação e Comunicação pelo Prof. Me. José Claudinei Cordeiro.  
22
mar

Instalada missão em Portugal para divulgar Padre Albino

             Como bem resumiu o título da “Palavra do Presidente” da edição de fevereiro último deste jornal, Padre Albino realmente começa a voltar para Portugal.             No período de preparação do processo de beatificação de Padre Albino para envio ao Vaticano, o Vice-Postulador da Causa, Pe. José Luiz Cassimiro, e o então Bispo da Diocese de Catanduva, Dom Otacílio Luziano da Silva, foram a Portugal em busca de documentos na Arquidiocese de Braga. O Arcebispo Dom Jorge Ferreira da Costa Ortiga solicitou a instalação de uma missão na região para promover a história, vida e missão de Padre Albino, uma vez que ele não é conhecido em sua terra de origem. Após contatos com a Fundação Padre Albino, a Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, administrada pelo Frei Francisco - Padre Nélio Joel Angeli Belotti, foi convidada a gerir a missão.             Depois de um tempo de estudos e preparação, no dia 04 de fevereiro último a Fraternidade instalou-se em Braga com os primeiros missionários, Frei Jacó Silva, guardião, e Frei Marcos Mendes, ambos religiosos de votos solenes, acolhidos pelo Arcebispo de Braga e tendo como residência o Convento Franciscano de Montariol, hospedagem concedida pela Ordem dos Frades Menores da Província de Portugal.             De acordo com Frei Nelinho, o objetivo da Missão em Portugal é a evangelização, promover a vida e missão de Padre Albino, iniciar a instalação de uma obra na área da saúde para a população carente, acolher os brasileiros que necessitarem de apoio e montar um Memorial dedicado a Padre Albino. “O objetivo é percorrer todas as paróquias e comunidades da Arquidiocese de Braga falando de Padre Albino e distribuindo material de evangelização e dar assistência espiritual aos brasileiros”, explicou Frei Nelinho. As primeiras visitas foram em Celorico de Basto, terra natal de Padre Albino, nas Freguesias de Fervença, Agilde, Moreira do Castelo e Codeçoso, esta última onde ele nasceu.             Antes da instalação da missão em Portugal foram realizadas no Brasil, em Araçatuba, Jaci, na Sede do Lar São Francisco, em Catanduva e no Santuário Nacional de Aparecida, cinco Missas de Envio dos frades. O objetivo das missas, segundo Frei Nelinho, “foi fazer tudo em comunhão com a Igreja, dar oportunidade para as pessoas conhecerem as novas missões da Fraternidade e da Igreja, inserir os colaboradores que compartilham nosso carisma na realidade missionária e também ser um grande despertar vocacional para os nossos jovens”.             Frei Nelinho também explicou o motivo da celebração das missas nas cinco cidades. Araçatuba, terra natal de Frei Jacó, onde nasceu a vocação do missionário; Jaci, cidade que abriga a origem da Fraternidade; sede do Lar São Francisco, onde estão as pessoas que dão toda estrutura para as obras e missões da Fraternidade e Associação Lar São Francisco na Providência de Deus; Catanduva, terra de Padre Albino, sede da Fundação, e Aparecida, com a bênção solene da Padroeira do Brasil e onde a Fraternidade tem a Santa Casa de Misericórdia.             A Fundação Padre Albino forneceu material gráfico para o início da divulgação, assim como duas peças de roupa de Padre Albino para o Memorial, doadas pela Irmã Anália Nunes.      
21
mar

Alunos participam de evento sobre o Dia da Síndrome de Down na APAE

               No dia 19 de março, cerca de 40 alunos dos cursos de Biomedicina, Educação Física – Licenciatura e Bacharelado e Medicina da UNIFIPA participaram de evento alusivo ao Dia Internacional da Síndrome de Down na APAE de Catanduva. O dia é celebrado no dia 21 de março em alusão aos três cromossomos no par número 21, característico das pessoas com Síndrome de Down, através da ideia do geneticista Stylianos E. O slogan da campanha mundial deste ano é "Não deixe ninguém para trás”.               Os alunos de Biomedicina e Medicina realizaram aferição de pressão, medição de peso e altura, aferição glicêmica capilar e reflexos neurológicos. Já os da Educação Física – Licenciatura desenvolveram atividades de recreação com os alunos da APAE.               De acordo com a Profª Drª Nilce Barril, da UNIFIPA, promover a inclusão social é incluir todos os alunos, tanto portadores de Síndrome de Down quanto de outras síndromes. “Este é o décimo segundo ano que a UNIFIPA realiza esta atividade com a APAE. A docente do curso de Educação Física – Licenciatura, Profª M.a Luciana de Souza Cione Basto, frisou a importância da participação dos alunos em eventos como esse. “Participar ajuda na formação profissional dos alunos e na inserção deles no mercado de trabalho”, frisou.  

bcurso biomedicina


Rua dos Estudantes, 225
Cep: 15809-144 - Catanduva / SP
(17) 3311-3328

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ALBINO - UNIFIPA